Sumiço

domingo, 7 de agosto de 2011.

Onde você está?
Meu amor
Você sumiu...

Faz algum tempo que percebi que você não é o mesmo
As suas palavras bobas
Chegam aos meu ouvidos
Tento acreditar em você
Mas é difícil
Eu não sei quem você é
Não mais...

Todas as noites eu sonho
Pensando em você
As correntes que nos prendia
Se arrebentaram
Você se foi
O teu olhar agora está diferente
Você não me ama mais
Eu não sei quem você é
Agora...
Você é um estranho

Eu observo o céu pelo vão da janela
As lágrimas que não caem...
O adeus que parece distante
Eu me cansei
Já não aguento esperar
Que você mude de novo
Não quero ter que repetir
Para que volte para mim
Do jeito que você era

Não quero te escutar
Você não se lembra das promessas?
Huh, já não há importância
Tudo acabou
Não diga que estará aqui quando eu precisar
Você não me abraçará nas horas tristes
Eu não quero nada seu
Somente o adeus

Não finja que se preocupa comigo
Não fique perto
É repugnante o teu jeito
Não quero ter que olhar para você
Vá e leve as lembranças que fazem lembrar você
Não preciso delas

Num domingo à noite
Estou bêbada...
Só lembro da suas sombra se caminhando rumo à escuridão
Ah... o adeus...
Um sorriso há de brilhar na manhã clara de segunda?

Num futuro distante
Eu poderei lembrar de você como uma coisa boa
As flores que hoje eu recebo
De um adorador fantasma...

Comentários:

 
Meu Refúgio © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |