Refúgio

quinta-feira, 11 de novembro de 2010.


Em meio à dor, sobrevivendo sozinha neste mundo desprezível.
À meia-noite, em seu quarto escuro, tentando saber o real significado de suas lágrimas. Refletindo sobre seus sentimentos que em um piscar de olhos despertam, chegam rudemente ao seu coração sem nenhum pudor, cruelmente e friamente, carregando consigo lágrimas de tristeza e agonia. Pensando nas frias palavras que chegam até ela como um rio, levando tudo o que vê pela frente, levando consigo uma parte de seu coração e deixando para trás feridas que não cicatrizam.
Tentanto encontrar um refúgio, o seu refúgio particular, onde possa encontrar algo inexprimível. Que se possa achar a beleza do amor e poder sentí-lo, achar lágrimas de felicidade. Queria pode sentir o sereno, as palavras doces e gentis, que pudesse se agarrar a elas. Sentir o calor de um abraço e sentir-se segura com isso, sentir-se como um bebê. Queria poder encontrar alguém que seja como as ondas do mar, que possa trazer de volta um sorriso, o seu sorriso verdadeiro. Em seu refúgio...

.. Baby ..

3 Comentários:

Srtª Bêêh disse...

Todos buscamos algo do qual possa nos proteger de nós mesmos, de algo a nossa volta... Todos precisamos de um refúgio.

Cada vez mais me apaixono por suas palavras...

meus instantes e momentos disse...

gostei desse teu jeito bonito de escrever.
Maurizio

A.S. disse...

Haverá sempre um refúgio onde poderemos renovar as forças que nos ajudarão a vencer as contrariedades da vida!

Beijos!
AL

 
Meu Refúgio © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |