0

Sumiço

domingo, 7 de agosto de 2011.

Onde você está?
Meu amor
Você sumiu...

Faz algum tempo que percebi que você não é o mesmo
As suas palavras bobas
Chegam aos meu ouvidos
Tento acreditar em você
Mas é difícil
Eu não sei quem você é
Não mais...

Todas as noites eu sonho
Pensando em você
As correntes que nos prendia
Se arrebentaram
Você se foi
O teu olhar agora está diferente
Você não me ama mais
Eu não sei quem você é
Agora...
Você é um estranho

Eu observo o céu pelo vão da janela
As lágrimas que não caem...
O adeus que parece distante
Eu me cansei
Já não aguento esperar
Que você mude de novo
Não quero ter que repetir
Para que volte para mim
Do jeito que você era

Não quero te escutar
Você não se lembra das promessas?
Huh, já não há importância
Tudo acabou
Não diga que estará aqui quando eu precisar
Você não me abraçará nas horas tristes
Eu não quero nada seu
Somente o adeus

Não finja que se preocupa comigo
Não fique perto
É repugnante o teu jeito
Não quero ter que olhar para você
Vá e leve as lembranças que fazem lembrar você
Não preciso delas

Num domingo à noite
Estou bêbada...
Só lembro da suas sombra se caminhando rumo à escuridão
Ah... o adeus...
Um sorriso há de brilhar na manhã clara de segunda?

Num futuro distante
Eu poderei lembrar de você como uma coisa boa
As flores que hoje eu recebo
De um adorador fantasma...
Leia Mais...

Olho ao meu redor
Teu cheiro corrompe o recinto
A tua carne podre é caçada pelos corvos
A tua alma
Caída no abismo da escuridão
As tuas garras chegam a mim
Pintadas de vermelho
Vermelho de dor...

Para ti não há salvação
O verdadeiro vilão
Não és tu
Não sou eu
És uma incógnita

O teu sangue corre nas veias
Sangue azul
Grotesco...
As lágrimas que tentas esconder
Nas suas crueldades
Que és uma máscara
Pois tu és uma farsa.
Leia Mais...
0

Mudanças

sábado, 23 de julho de 2011.

Decepção...
Eu caminhei à procura de ti
Minha salvação
A luz que não havia
eu encontrei em você
A escuridão se foi
Para um lugar distante...

Decepção...
Como uma criança boba
Eu fui até a ti novamente
Mudanças...
Eu sabia...
Lá no fundo
Eu sabia...
Tu mudastes
A luz apagou...
Porque?
Eu sentia isso
Você me mostrava
Mas eu não queria acreditar
Era uma incognita...
Punição?

Eu caio
Eu levanto
Como uma covarde
Eu dou um passo para trás
E você só me julga
Como uma pecadora
Será?
Eu não queria

Desculpe-me por não ser
Aquela que você queria
Meu coração dói
E eu não tenho nada
Apenas o teu sorriso debochado
Mudanças...

Ah...Meia-noite
Ah...Eu choro
Ah...Por essa ilusão.
Leia Mais...
0

Perdida

quinta-feira, 21 de abril de 2011.

                
Trancada em meu quarto, sem querer, deixo lágrimas caírem. Lágrimas de vergonha.
Eu queria poder esquecer-te, apagar as memórias que persistem em invadir a minha mente.
Quero desaparecer, fugir para um outro mundo, fechar os olhos e pensar que tudo foi uma fantasia.
Quero ser levada com o vento...
Quero pegar as minhas aflições e trancá-las em uma caixinha, para que elas não voltem a me atormentar.
Dor...
Lágrimas...
Memórias...Que aos poucos estão me desfazendo.
Afogo-me com as lágrimas e abafo os meus gritos no travesseiro.
Sou apenas uma garotinha que está perdida.
Quero fechar os olhos e esquecer de tudo.
Quero ser levada com o vento...
Desaparecer...
Infectada...
Fui banhada com águas insanas, águas corrompidas com o veneno da dor.
Esquecer-te
Fugir dos meus pensamentos...
Quero correr com uma menina amedrontada.Correr sem destino.
Não quero enfrentar a realidade, quero pensar que nada aconteceu.
Memórias sujas...
Quero que o vento me leve.
Entenda-me...
Abrace-me...
Perdoe-me...
Minhas mãos, braços, pernas, ouvidos, olhos...
Perdidos no poço da misericórdia...
Quero que o vento me leve.
Leia Mais...
1

Estrela

   
Eu fecho os meus olhos e escuto a chuva batendo nas folhas das árvores.
Nos meus devaneios eu penso em ti, nas tuas palavras, no teu olhar.
Eu percorri um caminho infinito para poder lhe alcançar, para ter a chave da verdade. Mas eu me perdi, não havia alguém segurando a luz...
A fita que nos conectava se rompeu.
Nas tardes quentes de verão eu fecho os meus olhos tentando sentir a sua presença, mas parece que você está muito longe. Minha voz não lhe alcançará.
Deitada em meio as flores que você tanto gostava eu estico os braços tentando tocar aquele céu azul, mas ele continua ali, inerte,Como eu queria poder pegar uma nuvem, será que assim eu te sentiria?
O sol vai se pondo e as estrelas que você tanto admirava vão aparecendo uma a uma. Se eu me esforçar uma pouco eu conseguiria pegar aquele que mais brilha?
O vento sopra no meu rosto levando as minhas lágrimas.
Então esse é o adeus?
Eu nunca desistirei, com certeza eu pegarei aquela estrela para ti, somente ti.
Os galhos dançam deixando que o vento conduza eles. Estão espetando o céu...
Minhas lágrimas chegaram até ti?
Leia Mais...
0

O sabor do adeus

sábado, 26 de março de 2011.


 “ Você vai ficar bem “ você disse com o seu meio sorriso.
O que estás a pensar hoje? Como está se sentindo?
A praça em que nos encontramos pela primeira vez, como você a vê agora?
A música que era importante para nós, você a escuta sorrindo como antes?
Você sempre ficará no meu coração mesmo que eu encontre outro amor, eu amarei do jeito que você me ensinou.
O seu “ obrigado “ chegou até a mim com tristeza, o adeus que não quer ser levado com o vento.
“ Se cuide “ as sílabas que se perderam com as gotas de água.
O meu último sorriso a ti escorreu junto com a água da chuva.
Eu vou amar do jeito que você me ensinou...
Hoje eu chorei...
As lágrimas não vão embora, não querem ir junto com os sonhos.
O seu “ adeus “ que ainda está no meu coração assim como todas as suas doces palavras.
Nesta noite fria você não está aqui, você não é mais o meu sol, para me aquecer nas noites frias de inverno.
Eu amarei do jeito que você me ensinou a amar...
O nosso último beijo foi amargo e doce.
O sabor do adeus.
Leia Mais...
1

Irreversível

sábado, 18 de dezembro de 2010.
Rastejando-me nestes becos sujos, encosto-me em você, mas como um fantasma não sou percebida.
Já fui, estive aí, mas mesmo assim não pude conhecer-te todo, sempre há uma porta que não se abrirá
O amor é prigoso...
O meu...
O teu...
Minha alma está corrompida com teu mel obsceno...
Tuas palavras, o teu toque , o teu olhar me viciam...
Eu o temo
O respeito
Por favor, não vá
Quero ficar ao teu lado eternamente
Perdoe-me, senhor...
Por amar-te...
Por querer-te...
Os ponteiros batem, 1,2,3 segundos, meu coração se parte
Mate-me ou ame-me, fique ao meu lado.
As minhas palavras chegam até a ti, mas mesmo assim sou jogada em um precipício
Mentiras, não minta, não minta
O teu néctar corre dentro de mim, mas há apenas sangue no teu corpo
Porque me transformei nisso?
Mate-me ou ame-me, esteja sempre comigo.
Os ponteiros do relógio furam o meu coração
E como uma faca os teus suspiros furam os meu ouvidos
Lágrimas escuras derramam sobre minha face
Por que tudo agora é irreversível?
Não poderá haver um final feliz, então...
Mate-me...
Eternamente ao teu lado...
Leia Mais...
3

Já encontrei o quê procuro?

sábado, 20 de novembro de 2010.
Por enquanto minha vida é um rio que leva todos os meus sorrisos.
Queria poder jogar todoas as minhas mágoas sobre outros, queria que eles sentissem o que eu sinto, que sofressem o mesmo que eu. Porque parece que sou a única pessoas triste no mundo?
Como uma mágica eu queria desaparecer daqui, ir para um mundo imaginário...
Nós andamos sobre essas ruas, passamos por pessoas que talvez sejam iguais a nós, que possam ter os mesmos sofrimentos, mas não nos importamos, continuamos nossos rumos, sem olharmos para trás.Mas queria poder esbarrar em alguém e desabafar, derramar minhas lágrimas e jogar meus problemas nos ombros de alguém.Será que minhas tristezas iriam cessar?
A lua estava tão bela, eu a olhava tão hipnotizada, parecia que ela estava me chamando para um outro lugar que eu poderia sonhar sem ninguém para interromper.
O vento soprava rudemente em meu rosto,me machucando friamente junto com aquelas palavras...
Até minha vida se tornar o mar, levando toda a minha dor e trazendo consigo toda a alegria, agora ela é um rio.
Leia Mais...
0

Perdida

Eu estou presa dentro de um vidro, sem ar.
Este não é o meu lugar, eu não sei o que está havendo, mas esse não é o lugar em que eu quero estar.
Estou sufocando mais e mais.
Não posso respirar...
Parece que minhas palavras não alcançam o mundo. Elas não chegam aos seus ouvidos.
Por mais que eu tente eu não consigo comandar os meus sonhos, eles sempre são inesperados, no qual acabam sendo contos de terror.
Eu não quero estar aqui...
Esse não é o lugar em que eu quero estar...
Perdida, com frio, sem ar...
Leia Mais...
2

Inseto

Tuas máscaras estão presas a você
Tuas mentiras já não aguento
Tuas palavras sínicas me incomodam
Tu transpiras mentiras que me irritam
Tuas mãos frias passam-me uma alma feia e grotesca
Eu te odeio mais e mais
por você ser assim
Tu és tão insignificante que não merece nada
nem mesmo estas palavras
Como um inseto...
Leia Mais...
3

Refúgio

quinta-feira, 11 de novembro de 2010.


Em meio à dor, sobrevivendo sozinha neste mundo desprezível.
À meia-noite, em seu quarto escuro, tentando saber o real significado de suas lágrimas. Refletindo sobre seus sentimentos que em um piscar de olhos despertam, chegam rudemente ao seu coração sem nenhum pudor, cruelmente e friamente, carregando consigo lágrimas de tristeza e agonia. Pensando nas frias palavras que chegam até ela como um rio, levando tudo o que vê pela frente, levando consigo uma parte de seu coração e deixando para trás feridas que não cicatrizam.
Tentanto encontrar um refúgio, o seu refúgio particular, onde possa encontrar algo inexprimível. Que se possa achar a beleza do amor e poder sentí-lo, achar lágrimas de felicidade. Queria pode sentir o sereno, as palavras doces e gentis, que pudesse se agarrar a elas. Sentir o calor de um abraço e sentir-se segura com isso, sentir-se como um bebê. Queria poder encontrar alguém que seja como as ondas do mar, que possa trazer de volta um sorriso, o seu sorriso verdadeiro. Em seu refúgio...

.. Baby ..
Leia Mais...
0

Run Devil Run



Corra demônio, corra das minhas presas. Eu quero lhe matar, tirar-lhe cada pedaço do seu corpo e beber o teu sangue escutando a música que você mais gosta. Torturar-te aos poucos...
Não quero mais você, não me importo mais com o teu toque, não o quero dentro de mim, deveria fazer direito quando pôde, agora não quero mais o teu amor.
Aguentei todas as suas traiçõe, mentiras, cóleras, e está na hora de lhe mostrar que eu já não suporto mais. Quero me divertir, que tal?
Você está num beco sem saída, não há como correr muito mesnos gritar.
Com uma faca o rasgarei, o emparalei...
Lhe espancarei até implorar por sua vida...
Me banharei no seu sangue, cozinharei seus órgões...
Te mandarei a pior das magias negras...
Escutarei os seus gritos agonizantes, e me divertirei...
Me tornarei teu vício, não poderá me esquecer, irá se entregar a mim...
Com uma dama de ferro irei atingir seus órgões vitais...
Com o berço de Judas tudo estará perdido...
Sua cabeça irei cortar...
Um voodoo irei fazer, e você estará acabado...
Despedaçarei sua alma, assim lhe farei lembrar o que você fez a mim...
Te colocarei numa gaiola, e suas asas irão quebrar, não consiguirá voar...
Abracadabra e tudo está acabado...
Irei esperar por um homem que me ame. Com certeza ficarei melhor sem você.
Já te esqueci...

.. Baby ..
Leia Mais...
2

Devaneios


*
Sem você o meu mundo desabou... A felicidade, que era infinita,  parece que a dor a está sugando, cada palavra sua está no subsolo da minha mente, para que eu nunca esqueça. O céu, que antes era azul e mágico - olhando junto contigo -, não passa de cinzas e nada mais. As estrelas, que eram infinitas e brilhantes, sumiram e você sabe o quanto eu pedi para que elas voltassem e me iluminassem? Uma vez eu fui pintada com as suas cores, e na sua partida o brilho e o clarar foram desbotando pouco a pouco. O meu sol não aparece mais, não me aquece, não me dá forças. Estou esmaecendo lentamente...
Eu queria o calor do teu abraço e o seu sorriso contagiante mais uma vez.Você não pode falar de novo que me ama? O seu amor esvaeceu?
Não lhe obrigarei a me amar. Obrigada por tudo e seja feliz.

.. Baby ..
Leia Mais...
 
Meu Refúgio © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |