Já encontrei o quê procuro?

sábado, 20 de novembro de 2010.
Por enquanto minha vida é um rio que leva todos os meus sorrisos.
Queria poder jogar todoas as minhas mágoas sobre outros, queria que eles sentissem o que eu sinto, que sofressem o mesmo que eu. Porque parece que sou a única pessoas triste no mundo?
Como uma mágica eu queria desaparecer daqui, ir para um mundo imaginário...
Nós andamos sobre essas ruas, passamos por pessoas que talvez sejam iguais a nós, que possam ter os mesmos sofrimentos, mas não nos importamos, continuamos nossos rumos, sem olharmos para trás.Mas queria poder esbarrar em alguém e desabafar, derramar minhas lágrimas e jogar meus problemas nos ombros de alguém.Será que minhas tristezas iriam cessar?
A lua estava tão bela, eu a olhava tão hipnotizada, parecia que ela estava me chamando para um outro lugar que eu poderia sonhar sem ninguém para interromper.
O vento soprava rudemente em meu rosto,me machucando friamente junto com aquelas palavras...
Até minha vida se tornar o mar, levando toda a minha dor e trazendo consigo toda a alegria, agora ela é um rio.

3 Comentários:

Srtª Bêêh disse...

Alguém para nos ouvir quando temos guardado tantas coisas...
É a parte mais díficil, talvez, expulsar as palavras...

A.S. disse...

O rio que em ti flui, corre ansioso para os braços do mar que o espera... e lá, todas as tuas mágoas, se afundarão nas profundas águas até sentires as doces caricias das ondas!!!

Beijos!
AL

Poesias-Franciéle R.Machado disse...

A dor quando nos atinge traz esse anseio de desabafar com alguém, jogar esses problemas e se libertar deles...Mas os males tem fim, seja qual for a dor ela vai se amenizando com o tempo e que bom que a vida volta a ser um mar.

Você se expressa muito bem =D

Uma Boa Noite!

 
Meu Refúgio © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |